Estilos de aprendizagem existem?

amora consultoria linguística, aprendizagem

Você provavelmente já ouviu falar sobre estilos de aprendizagem. Psicólogos, educadores e profissionais de diversas áreas discutem os diferentes estilos: visual, auditivo, verbal e cinestésico, para focar apenas nos mais populares. Se as pessoas realmente têm modos diferentes de aprender, então seria interessante entender quais são eles!

Importância dos estilos de aprendizagem para a comunicação

Se pensarmos não só no contexto educacional propriamente dito, mas no contexto da comunicação, de forma geral, esses mecanismos de aprendizagem seriam ainda mais poderosos. Imagine as estratégias que você poderia usar para falar com o seu público sobre os seus projetos, o seu trabalho, a sua marca...

Questionando os estilos de aprendizagem

Há quem questione a própria ideia de estilos de aprendizagem, como o professor de psicologia Bill Cerbin:

"Há formas de ensinar alguns tópicos que são melhores do que outras, apesar dos estilos de aprendizagem dos indivíduos... Se você está pensando em ensinar escultura, não sei se longas descrições verbais seriam uma forma eficaz para que as pessoas aprendam sobre essas obras de arte. Naturalmente, elas são objetos físicos, e você precisa observá-las ou tocá-las."

Mudança de foco

Cerbin muda o foco de atenção do indivíduo (e do seu suposto estilo de aprendizagem) para o conteúdo. Segundo ele, um caminho bem-sucedido é buscar estratégias adequadas ao tópico que você quer transmitir. Seja em um ambiente educacional ou mais comercial, entender as particularidades do conteúdo e as melhores práticas para comunicá-lo é fundamental. Essa é a “mágica”.