Evite a linguagem confusa

marca livro, glifo, amora consultoria, identidade verbal

"Confusão é a linguagem oficial usada pelas corporações para esconder seus próprios erros". Essa citação é de William Zinsser e foi retirada do seu livro On writing well.

Estratégias que complicam seu texto

O autor ataca as estratégias de camuflagem que algumas empresas, governos e corporações usam para falar de temas difíceis, como demissão, falência e erros. O repertório inclui verborragia, termos complexos para denotar conceitos simples, vagueza, eufemismos, entre outros.

Sua linguagem revela quem você é

Já falamos aqui sobre identidade verbal e sobre a importância da busca de um discurso claro e consistente. Além dos casos que Zinsser aponta, a linguagem confusa também faz parte do discurso de quem não sabe direito o que quer dizer, de quem tenta forjar uma persona que não é autêntica e de quem não pensa no leitor do outro lado.

Clareza acima de tudo

Ao escrever um portfólio de serviços, você deve pensar na melhor maneira de transmitir ideias aos seus leitores. Como suavizar o uso de terminologias? Como explorar o uso de analogias para explicar temas difíceis? Como dividir uma descrição longa em pequenos tópicos, mais amigáveis? Quem compra um produto que requer montagem precisa de instruções claras e bem escritas, além de imagens fidedignas. E avaliar o rótulo de um produto não deveria ser um desafio! A grande conquista é eliminar a confusão e o excesso na escrita, que deve revelar as qualidades positivas de uma marca.